ESTAÇÕES DE ESQUI NA ARGENTINA

Estações de Esqui na Argentina

A Argentina possui excelentes estações de esqui onde além do esqui propriamente dito também são praticados outros esportes de neve, como snowboard, heli-ski, snowblade, mountain board, trekking na neve, montanhismo, passeios de trenó, caminhadas com raquetes de neve, além de que são sedes para competições internacionais. A qualidade da neve na Argentina é excelente e praticamente todos os centros possuem neve artificial para os dias de pouca nevada, garantindo assim a qualidade do inverno aos amantes das montanhas nevadas (euzinha hehehe). Fizemos uma lista com o que cada Estação de Esqui oferece, em ordem alfabética, sem preferência por nenhuma em especial. Mentira política, mas não posso dizer que amo Chubut… Bem entendido que 90% dessas estações de esqui estão na Patagonia.

Batea Mahuida – Villa Peheunia/Neuquén

estações de esqui argentina
Batea Mahuida – Villa Peheunia

Saído de um conto de fadas, o Batea Mahuida traz consigo a história dos índios Mapuchescom direito a vulcão – o Icalma – além de ser um lugar arqueologicamente importante. A Patagonia Argentina é cheia de mistérios e histórias… O nome é também de origem indígena. É talvez o mais agreste de todos os centros, o que não quer dizer que não tenha a infra-estrutura mínima para os amantes dos esportes de inverno. Possui quatro meios de elevação e a temporada do Batea vai de junho a outubro. Oferece uma excelente gastronomia, lojas de artesanato, escola de esqui, aluguel de equipamento e estacionamento.  BATEA MAHUIDA.

Cerro Bayo – Villa La Angostura/Neuquén

Cerro Bayo

Cerro Bayo fica na província de Neuquén, na cidade de Villa La Angostura, uma região de lagos maravilhosos, sendo o principal o Lago Nahuel Huapi. Possui 22 pistas sinalizadas e 12 meios de elevação. A temporada de neve no Bayo vai desde metade de junho até outubro, sendo uma das mais longas. Oferece aluguel de equipamento, escola de esqui, escolinha infantil, estacionamento e restaurantes.  CERRO BAYO.

Cerro Castor – Ushuaia

centros de esqui argentina
Cerro Castor

Um dos super duper do esqui na Argentina, o Cerro Castor fica na província de Ushuaia, o Fim do Mundo (ou começo, como dizem os “fueguinos” – habistantes da Tierra del Fuego). Com temperaturas que oficialmente não passam dos 5 graus negativos, eu posso dizer que chegam a -17°C (e sei do que estou falando, porque senti na pele!), o Castor é uma das apostas da Patagonia Austral, com a promessa de ser um dos centros parte do calendário mundial de competições oficiais de esqui. A neve é excelente, assim como a infra-estrutura. A famosa “Bajada de Antorchas”, evento que inaugura a temporada de inverno, acontece todos os anos e é um show aparte. Neste post CERRO CASTOR -USHUAIA eu conto sobre minha visita a Ushuaia e à essa estação de esqui.  A temporada vai de final de junho até começo de outubro. Oferece aluguel de equipamento, escola de esqui, escolinha infantil, estacionamento e restaurantes. CERRO CASTOR.

Cerro Catedral – Bariloche/Rio Negro

Centros de esqui argentina
Cerro Catedral – Bariloche

Sem dúvida o mais famoso entre os brasileiros, o Cerro Catedral possui seus encantos e é impossível negar. Foi o pioneiro de todos na América do Sul e isso não é pouco. Possui 39 meios de elevação, o que representa 70% da capacidade total. Seu sistema de fabricação de neve cobre 10 hectares de superfície esquiável. A temporada do Catedral não é tão longa pela localização. Oferece aluguel de equipamento, escola de esqui, escolinha infantil, estacionamento, telefone público internet na base e na estação 1600, shopping, lojas de lembrancinhas, discoteca e restaurantes. A novidade é que preparam atividades também para a temporada de verão de Bariloche. CERRO CATEDRAL

Caviahue – Neuquén

estações de esqui argentina
Cavihaue – Neuquén

Numa região incrível da província de Neuquén, a quase 1650m do nível do mar, Cavihaue possui, além da estação de esqui, águas termais vulcânicas, num entorno de beleza natural muito rústica. Está na minha lista para 2018, ainda não conheço (em 2018 vou esquiar todo o inverno, com certeza!). São 1000 hectares de neve no inverno e termas no verão, com hotéis lindos, um ao lado do outro. A temporada vai de meados de junho até final de setembro. CAVIHAUE.

Cerro Chapelco – San Martín de los Andes/Neuquén

Estação de esqui Argentina
Chapelco – San Martín de los Andes

Cerro Chapelco fica na cidade de San Martín de los Andes, também na província de Neuquén. O vulcão Lanín é o ponto forte desta estação de esqui argentina, num lugar maravilhoso e com uma infra-estrutura moderna, com quase 150 hectares esquiáveis. O Chapelco tem uma preocupação com o meio ambiente muito importante, sendo parte da POW – Protect Our Winters – uma associação sem fins de lucro que trabalha pela conscientização do grande problema da modificação climática existente, planejando a estação dentro de uma idéia eco sustentável. A temporada vai de meados de junho até final de setembro. O Centro oferece 12 meios de elevação, segurança, centro médico, estacionamento, escolinha de esqui, aluguel de equipamentos e muitas opções gastronômicas. CERRO CHAPELCO.

La Hoya – Esquel/Chubut

Estações de esqui argentina
La Hoya – Esquel

Sou muito, muito suspeita para falar desta estação de esqui. Primeiro, porque fica na minha província do coração, Chubut. Depois, porque desembarco em Esquel na segunda quinzena de setembro, convidada pela La Hoya para descansar, esquiar e conhecer. Então com certeza em outubro rola um post todinho para contar como foi essa experiência. O La Hoya está do lado do Parque Nacional de Los Alerces, pertinho da cidade de Esquel, a quase 1400m acima do nível do mar, em 60 hectares de neve e montanhas esquiáveis.  Possui dez meios de elevação e temporada longa: do começo de junho até a metade de outubro. Oferece uma boa gastronomia, escola de esqui e snowboard, shopping, uma pousada e aluguel de equipamento. LA HOYA.

Las Leñas – Mendoza

estações de esqui argentina
Las Leñas – Mendoza

Com mais de 17.000 hectares esquiáveis, Las Leñas é considerada uma das mais importantes estações de esqui da Argentina, com 14 meios de elevação incluindo um ski carpet e uma das pistas mais longas da América do Sul. A temporada vai de meados de junho até final de setembro. Oferece hotéis, escola de esqui, aluguel de equipamento, hotéis, médicos, jardim de infância e museu. LAS LEÑAS.

Perito Moreno – El Bolsón/Rio Negro

Estações de esqui Argentina
Perito Moreno – El Bolsón

Cerro Perito Moreno é um centro de esqui novo, em El Bolsón, na província de Rio Negro. Outro para minha lista de 2018. Está a mais de 2200m acima do nível do mar, com 11 kilômetros esquiáveis, 9 pistas e 1 meio de elevação. Numa das regiões mais lindas da Patagonia Argentina, o Perito Moreno está crescendo a cada ano e já conta com um refúgio-pousada para 50 pessoas e várias opções gastronômicas. A temporada vai de junho a outubro e oferece serviço de escola de esqui, aluguel de equipamento e restaurantes. CERRO PERITO MORENO.

Penitentes – Mendoza

estações de esqui argentina
Penitentes – Mendoza

Com 300 hectares esquiáveis, Penitentes está perto da capital Mendoza e quase na fronteira com o Chile. São 25 pistas de neve de excelente qualidade, o que lhe deu a homologação da FIS (Federação Internacional de Ski), sendo sede de várias competições. A temporada vai de junho até final de agosto. Oferece escola de esqui, jardim de infância, hotelaria, shopping e discoteca. PENITENTES.

Resumindo: se você curte os esportes de inverno, a Argentina dispõe de estações de esqui que estão entre as melhores do mundo, tanto em qualidade de neve como em infra-estrutura. Mais um bom motivo para continuar viajando por estas maravilhosas Américas!

Fotos cedidas pelos Centros de Esqui citados no post.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *